Após serem quase extintos, cristãos do Iraque voltam a celebrar a Páscoa

0
29

A perseguição aos cristãos hoje em dia é “pior do que em qualquer outro momento da história”, revelou um relatório recente da organização Ajuda à Igreja que Sofre.

O Iraque é considerado o “ponto zero” para a “eliminação” dos cristãos, tendo começado lá o avanço do Estado Islâmico e subsequente genocídio de todas os que não professam o Islã.

“Parece que já não havia lugar para os cristãos”, lamentou Biyos Qasha, sacerdote da Igreja de Maryos, em Bagdá. “Somos vistos como um cordeiro que pode ser morto a qualquer momento”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here